Sites Grátis no Comunidades.net

O ANARQUISTA


Quem Somos??? Se olharmos para trás sabemos de onde vimos. Somos anarquistas, somos gente que combateu a tirania e a ignorância. Temos um património imenso, que vai desde as lutas dos escravos às conquistas do movimento operário, dos movimentos dos negros às lutas do Maio de 1968, das lutas das mulheres pelo voto ao surgimento da ecologia/ambiente. Somos Anarquistas porque temos memória, nosso olhar é crítico e não nos resignamos ao consenso. Somos Anarquistas, estamos atentos ao que se passa à nossa volta. É a partir dos símbolos e das referências de hoje, dos múltiplos conflitos do dia-a-dia, que queremos reinventar um novo conceito de Anarquismo. Todos sabemos que a dominação tem muitas formas ser lida. O combate contra a guerra e por uma outra forma de globalização. Somos parte deste grito libertário que tem percorrido um caminho no mundo, e mais recentemente em Portugal; Lisboa, Guarda, Porto, Tomar, Coimbra, Pinhel e Beja, que vai contando com mais gente, gente de todos os lados, de vários partidos e de inúmeros movimentos, gente descontente com o poder politico ou estado em Portugal. Somos e temos ideias de uma sociedade mais justa, temos alternativa para o capitalismo, embora sabemos que o Capitalismo vai existir sempre, mas é preciso construir essa alternativa. O Capitalismo está nas tuas mãos, combate, luta, mata o Capitalismo … Somos Anarquistas e estamos em todas as camadas sociais, somos mais nas camadas mais jovens porque depende delas o futuro do nosso País.
Total de visitas: 129740
QUEM SOU EU





Dois dias, 48 horas, marca o começo de um novo caminho, um novo ritual.
Falo para meus botões e vejo o centro das atenções
Que faço aqui neste mundo selvagem?
Não sei responder, mas sinto e vejo que existe alguém no centro das atenções, este alguém, que é perseguido e odiado.
Continuo a procurar o tal ritual, continuo no mesmo caminho…
Só existe 2 caminhos, o bem e o mal.
Sigo o bem e fico mal, porquê???
Só devo seguir a doutrina real, seguir em frente e não olhar para trás.
Quero me encontrar mas não sei onde estou, vem comigo procurar alguém num lugar mais calmo e longe dessa confusão e longe dessa gente que não se respeita.
Tenho quase a certeza que não sou deste mundo!
Todos os dias quando acordo, não tenho mais o tempo que passou, mas tenho muito tempo, tenho todo o tempo do mundo.
Todos os dias antes de dormir vejo que esse foi o dia, sempre em frente, não tenho tempo a perder.
Meu suor é sagrado é bem mais belo e amado que esse sangue e ódio amargo.
Vejam essa manhã tão cinzenta, a tempestade que chega é maior que os meus olhos castanhos.
Então abraça-me forte e me diz mais uma vez que estamos distantes de tudo.
Temos o nosso próprio tempo.
Não tenho medo do escuro, mas agora deixo as luzes acesas!
Não adianta olhar para o céu com muita fé e pouca luta.
Levanta a cabeça que existe muito protesto muita greve para fazer, não adianta olhar para o chão e virar a cara para não ver.
Mataram Jesus Cristo e puseram-no numa cruz e isto não quer dizer que nós também tenhamos que sofrer.
Até quando é que isto vai durar?
È preciso amar as pessoas como se não ouve-se o amanhã.
É preciso a igualdade e a verdadeira liberdade, seguindo esses dois caminhos atingimos a fraternidade.
O que foi escondido é o que se escondeu, e o que foi prometido é o que alguém prometeu.
Quem sou eu e onde estou eu?...

MANU CHAO (CLANDESTINO)

Criar um Site Grátis   |   Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net